Total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Percepção auditiva de músicos intriga cientistas

Experimento mostra que cérebro é até 13 vezes melhor do que o melhor processo matemático conhecido até agora

por Rafael Spoladore

Editora Globo
Crédito: Shutterstock
Os pesquisadores Jacob Oppenheim e Marcelo Magnasco, da Universidade Rockefeller de New York, publicaram um estudo que aumentou o mistério em torno da capacidade do cérebro de perceber e interpretar o som.

Acreditava-se que o cérebro processava o som de forma análoga ao método usado para digitalizar ondas sonoras, usando o que em matemática é conhecido como transformada de Fourier. Esse "algoritmo" permite individualizar uma onda sonora em frequências identificáveis. Seria a melhor explicação para o fato do ouvido captar um conjunto de estímulos sonoros e o cérebro conseguir identicar cada som, seus timbres, o que são e de onde vem.

Porém, ao testar essa tese com instrumentistas e maestros, ficou demonstrado que eles percebem nuances que não podem ser processados apenas usando a transformada de Fourier, como pequenas alterações na altura e duração dos sons. Os músicos foram 13 vezes melhor que os limites matemáticos da técnica digital.

Tudo leva a crer que existem outros mecanismos cerebrais envolvidos na capacidade humana de lidar com o som. Agora os cientistas vão tentar desvendar quais podem ser esses "algoritmos biológicos". Entendê-los pode motivar a construção de melhores sistemas de gravação, reconhecimento de fala e de sonar.

via New Scientist

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivos do blog

Para pesquisar neste blog

Seguidores

PARTITURAS PDF/MP3

PARTITURAS PDF/MP3
clique na imagem para acessar

PARTITURAS

PARTITURAS
clique na imagem para acessar